Ricardo Geromel

Ícone com duas setas para baixo

Vídeos

Print do vídeo da entrevista de Ricardo Geromel com Danilo Gentili no programa The Noite

Entrevista no programa The Noite do SBT com Danilo Gentili

Print do vídeo da entrevista de Ricardo Geromel com Danilo Gentili no programa The Noite

Entrevista no Manhattan Connection, news mais antigo na TV à Cabo (BR)

Print do vídeo da palestra de Ricardo Geromel no TEDx Sao Paulo

Palestra para mais de 10k pessoas no Allianz Parque (Estádio do Palmeiras)

Print do vídeo da entrevista de Ricardo Geromel para a Globo Internacional

Entrevista sobre o SanFrancisco Deltas para a Globo

Bio

Ricardo Geromel

Fluente em 5 idiomas, Ricardo já trabalhou em 5 continentes em setores diferentes: como trader de commodities agrícolas para o Grupo Noble, a maior empresa comercial diversificada de commodities da Ásia, em Hong Kong, Suíça, Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Ele também trabalhou como Gerente de Projeto na Guiné Conakry para Bolloré Group, um conglomerado francês que opera a rede logística mais ampla integrada da Ásia, responsável por contas de brasileiros, como Vale e Odebrecht. Comecou uma startup de futebol na China para trazer jogadores, técnicos, médicos, árbitros, etc. para serem capacitados no Brasil. Esta startup falhou. Foi managing partner do Fort Lauderdale Strikers, equipe de futebol profissional na Flórida que tinha Ronaldo Fenômeno como um dos sócios. Foi um dos fundadores do San Francisco Deltas, equipe de futebol profissional criada como startp na capital mundial de inovacão. Ricardo cobriu bilion;arios para a Forbes em New York. Apenas um brasieiro foi capa da Forbes, que comemorou 100 anos em 2017. Ricardo foi co-autor daquela matéria de capa da revista Forbes em 2012, que incluía entrevista com a então presidente Dilma Rousseff. Ricardo foi co-autor do best-seller Bi.lio.nár.ios, o que eles têm em comum além dos nove zeros antes da vírgula? Ele recebeu uma bolsa de estudos para defender a equipe de futebol da Farleigh Dickison University, em New Jersey. Formou-se bacharel em Administração de Empresas. Também formou-se em Masters in Management, especialização em Inovação e Empreendedorismo, pela ESCP Europe, a escola de negócios mais antiga do mundo, fundada em 1819. O curso foi eleito pela Financial Times como o melhor do mundo em 2010.

Livro

Bi.lio.nár.ios

Capa do livro Bi.lio.nár.ios de Ricardo Geromel

Faça o download grátis de 2 capítulos do best-seller

Baixar agora!

Na Mídia

Logo O Globo
Perfil na contra-capa de um dos jornais mais lidos do Brasil.
Logo O Globo
“Em vários momentos da entrevista revelações interessantes e surpreendentes sobre ricaços brasileiros e mundiais, a caminho do primeiro bilhão. Uma aula de construção e concentração de riquezas.”
Logo Valor Econômico
"[Geromel] os conheceu de perto quando fez parte da equipe da revista 'Forbes' que se dedica a descobri-los, calcular sua fortuna (sempre em dólares) e entrevistá-los para escrever perfis."
Logo Exame
"Geromel cita a Teoria de Alocação do Tempo, que sugere que quanto mais dinheiro você ganha, mais propenso você está a trabalhar ainda mais. O tempo é interpretado como se fosse um 'bem de mercado' e tivesse um custo. Portanto, se você não estiver envolvido em atividades (produtivas) relacionadas a trabalho, há um custo que se deve pagar por esse caminho alternativo, no qual você está 'gastando' seu tempo."
Logo Estadão
"Um leitor querido me perguntou se a Forbes investigou a fortuna de Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente do Brasil. Eu gostaria de aproveitar esta oportunidade para explicar metodologia Forbes 'para compilar fortunas'", começa o artigo, assinado por Ricardo Geromel.
Logo Isto É
"A partir dessa oportunidade, e dos encontros que teve com grandes empresários, como o brasileiro Abílio Diniz ('que é muito atencioso e faz com que você se sinta a pessoa mais importante da sala', conta), Geromel pôde absorver esse manual de comportamento bilionário."
Logo Folha de São Paulo
"Acredito em um crescimento exponencial de bilionários e bilionárias na África. Hoje são 162 mulheres, pouco mais de 10%. E temos só 7 bilionários que assumiram ser gays. Sei que esse número está errado, mas infelizmente as pessoas não estão confortáveis em se assumir."
Logo Isto É
"As 15 famílias mais ricas do Brasil têm um total estimado de US$ 122 bilhões – 5% do PIB do país na época. Uma vez conversei com o Armínio Fraga que me disse algo como 'o problema do Brasil é que para chegar na lista de bilionários, o empreendedor tem que fazer diversas viagens à Brasília'."
Logo Sports Illustrated
"Geromel himself is something of a swashbuckling character who has already worked in several fields by the age of 27. He grew up in São Paulo and earned a soccer scholarship to Fairleigh Dickinson, where he played with U.S. national team midfielder Alejandro Bedoya."
Logo SF Business Journal
We are not the only ones that view professional soccer in the U.S. as a promising investment. Peter Head, [...], posited last year that U.S. soccer is a 'place to make a lot of money', while Simon Kuper and Stefan Syzmansk, [...], believe that the U.S. 'is destined to become king of the world's most popular sport.'
Logo Veja São Paulo
Na adolescência Ricardo Geromel, hoje com 27 anos, foi convidado para jogar futebol nos Estados Unidos e ganhou uma bolsa de estudo. “Não vinguei como atleta, mas me formei em administração.”
Logo BBC Brasil
"Dois dias depois do show, Bibi deu uma entrevista ao jornalista brasileiro Ricardo Geromel, da revista Forbes. Ela contou que conheceu Liza quando a estrela de Cabaret foi fazer um show no Brasil e disse a Bibi que ela a fazia lembrar da mãe."
Logo Zero Hora
Ricardo mudou-se para os EUA em 2005. Antes de se formar em Administração pela Farleigh Dickinson, em Nova Jersey, jogou futebol na universidade. Era um meia esforçado. Depois, foi analista da Forbes, morou na Europa e na Ásia. Trabalhou no mercado financeiro. Escreveu o livro Bi.lio.nár.ios.
Logo UOL
"Sinto que me preparei para isso a vida inteira [invstir em um clube nos EUA]. Na adolescência, fui capitão da equipe de futsal do Juventus da Mooca. Minhas 2 principais paixões (antes de eu conhecer minha noiva) sempre foram estudar e jogar futebol. No Brasil é quase impossível seguir estas duas paixões ao mais alto nível. Então, mudei para os EUA em 2005, graças a uma bolsa de estudos da Universidade Farleigh Dickinson (FDU), em New Jersey. A contrapartida para a minha bolsa era que eu teria que defender a equipe de soccer da faculdade."
Logo UOL
"Ao redor do planeta, mais de 50 bilionários são donos de equipes de futebol – o último a comprar um time foi Jackie Ma, o homem mais rico da China, que comprou 50% do Guanzhou Evergrande. [...] No Brasil há mais de 70 mil milionários, mas na lista da Forbes constam apenas 66 bilionários brasileiros e nenhum é dono de um clube de futebol profissional. Flávio Augusto, que enriqueceu com a venda da escola de idiomas WiseUp, (ainda) não é bilionário em dólares, mas já é dono de um time de futebol nos Estados Unidos, o Orlando City.
Logo Globo Esporte
Ricardo gosta de bater na tecla de que a MLS tem maior investimento e projeção por ser mais antiga, enquanto a NASL foi revivida em 2011, depois de ser encerrada em 1984. O trunfo da liga é sua marca forte, por ter sido a competição onde Pelé, Beckenbauer e outros craques atuaram na década de 1970. Com uma exigência menor de capital, pretende aproveitar o crescimento do soccer no país e é vista como uma boa oportunidade de negócio para aqueles que pretendem investir em tal mercado, mas não se enquadram no perfil restrito da MLS.

Mais de 3.5 milhões de visitas aos seus artigos na Forbes desde 2011!

Revista Forbes com Dilma Rousseff na capa. Ela é a primeira pessoa brasileira e aparecer na capa da Revista Forbes.

Co-autor da matéria de Capa da entrevista com Dilma Rousseff

Forbes celebrou 100 anos em Setembro de 2017. Apenas um brasileiro foi capa da Forbes. Ricardo foi co-autor da matéria de capa.

Formação

Logo ESCP Europe

Master's in Management - Innovation & Entrepreneurship

Programa eleito número 1
pelo Financial Times em 2010

GMAT: 730 - 96%
Logo Fairleigh Dickinson University

Bacharel em Business Management

Vencedor prêmio Robert Metz, para estudante-atleta com maior nota da faculdade

GPA: 3.96 (máx: 4.00)

Palestras

Print do vídeo da palestra de Ricardo Geromel no TEDx Sao Paulo

Palestra TEDx

Print do vídeo da palestra de Ricardo Geromel no evento Silicon Valley Conference promovido pela StartSe

Palestra StartSe

Pontos-chave das Palestras

O futuro chega mais cedo ao Vale do Silício. Berço de Apple, Airbnb, Facebook, Google, Intel, HP, LinkedIn, Netflix, Oracle, Tesla, Twitter, Uber, YouTube e diversas outras empresas pequenas, médias e gigantes, B2B, B2C e B2B2C.

Vamos aprofundar no mindset e modo de operar comum do Vale do Silício, analisando o caso prático da fundação do único time de futebol na cpaital mundial de inovação, o San Francisco Deltas, que tem investidores de Apple, Google, Facebook, Paypal, Yahoo!, ricaços brasileiros e outros. Alguns pontos a serem salientados com dicas práticas para inovar já na sua empresa e na sua vida:

Ícone de um check na cor azulCo-criação: por que e como fazer com os outros e não para os outros;

Ícone de um check na cor azulNo futuro todos os setores serão hig-techs. Ou você se prepara ou será atropelado;

Ícone de um check na cor azulExperimentation and bias to action: aprender errando e fazendo na prática ao invés de foco teórico e planejamento isolado dos clientes;

Ícone de um check na cor azulWelcome diversity: diversidade cultural, diversidade de ideias, promover segurança psicológica que acolhe diferentes pontos de vistas e participação geral;

Ícone de um check na cor azulSe você não estiver falhando é porque não está arriscando o suficiente. Fracasse rápido, fracasse com frequência. Saber lidar com riscos e ser resiliente são pré-requisitos;

Ícone de um check na cor azulFoco em dados e não em opiniões. Muito mais que apenas quantidade de dados, qualidade da interpretação dos dados;

Ícone de um check na cor azulSonhos grandes desde o primeiro dia são permitidos graças a democratização das mais potentes tecnologias para começar a exponecializar negócios;

Ícone de um check na cor azulPropósito claro, construção de comunidade. Desafiar status quo, rebelar-se contra convenções.

Conecte com a assessoria de Ricardo Geromel para qualquer assunto